Coração Vagabundo de Caetano Veloso

Coração Vagabundo de Caetano Veloso.

As doces palavras que saem da boca de um baiano e dizem “meu coração vagabundo quer guardar o mundo em mim” conquistou nosso país e muitos outros pelo mundo inteiro. Coração Vagabundo, nome de música feita por Caetano Veloso virou título de documentário dirigido pelo jovem cineasta Fernando Grostein Andrade e que mostra, durante a turnê do álbum A Foreign Sounds, a trajetória e intimidade de Caetano, “um dos maiores músicos do mundo”, de acordo com o jornal The New York Times. Caetano comenta temas polêmicos em “Coração Vagabundo”. Para se ter uma idéia de como o documentário se desenrola, a primeira cena com a qual nos deparamos é a de Paula Lavigne, produtora e ex mulher de Caetano Veloso, chamando o diretor até a porta do banheiro, onde o cantor, nu, fazia a barba. Fernando Grostein dispensou a participação de uma equipe de filmagem para seguir Caetano pelas ruas de São Paulo, Nova York e Tóquio, onde realizava a turnê, com apenas uma câmera na mão e uma latente vontade de conhecer e nos mostrar Caetano como sendo ele mesmo, com suas críticas sobre política, religião, música e antropologia e expondo seus desejos e receios. O ar descontraído que “Coração Vagabundo” transmite ao público traduz a personalidade desse baiano de Santo Amaro da Purificação que, hoje, é conhecido e aclamado mundo afora por suas belas e provocantes canções. No decorrer do documentário, pode-se perceber o carinho com que Caetano é tratado por onde passa. Mas não é pra menos: o cantor começou sua carreira lá pelos 20 anos, influenciado por Luiz Gonzaga e músicas de maior apelo regional, como o samba de roda.

Um Caetano Veloso na intimidade, despido em tudo (até literalmente), contando piadas, falando sobre suas alegrias, angústias e tristezas. É assim que o cantor e compositor baiano poderá ser visto no documentário Coração Vagabundo, de Fernando Grostein.

Coração Vagabundo Caetano Veloso

Meu coração não se cansa
De ter esperança
De um dia ser tudo o que quer

Meu coração de criança
Não é só a lembrança
De um vulto feliz de mulher
Que passou por meus sonhos

Sem dizer adeus
E fez dos olhos meus
Um chorar mais sem fim

Meu coração vagabundo
Quer guardar o mundo
Em mim

Meu coração vagabundo
Quer guardar o mundo
Em mim

)

Captura de pantalla 2014-03-11 a las 17.05.35

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

Sildavia9

Estadísticas del blog

  • 219,784 visitas
A %d blogueros les gusta esto: